Image //www.softwaredecalibracao.com.br/wp-content/uploads/2018/06/iso-170252017-6-pessoal.png

ISO 17025:2017 – 6.2 Pessoal

Autor: Categoria: Laboratório 1 comentário

Imprimir artigo
Semana passada eu escrevi um artigo falando sobre os requisitos de recursos da nova versão da ISO 17025 e prometi que voltaria contando um pouco mais sobre cada um deles. Então, como prometido, hoje vou explicar o item 6.2 – Pessoal, que trata dos requisitos em relação às pessoas que trabalham no laboratório.

Primeiramente, quem é “o pessoal”?

A norma fala em “recursos de pessoal”, mas às vezes não fica claro quem é esse “pessoal”, né? Bom, o item 6.2 da ISO 17025:2017 refere-se às pessoas que podem influenciar as atividades de laboratório, ou seja, que influenciam nos ensaios, nas calibrações e nas amostragens.

Agora que você já deve ter listado mentalmente as pessoas que se enquadram no “pessoal”, vamos aos requisitos:

1 – Trabalhar com imparcialidade

Um dos termos que tiveram mais ênfase nessa última atualização da norma é o item 4.1 – Imparcialidade, e ele prevê que as atividades do laboratório não sofram nenhuma influência por pressões comerciais, financeiras, políticas, ou qualquer outra.

E isso serve para você, gestor ou supervisor, e também para todo o pessoal envolvido com as atividades de laboratório. No item 6.2.1 a norma especifica que as pessoas que trabalham no laboratório devem desempenhar suas atividades com imparcialidade.

Você vai precisar estruturar seus processos pensando na imparcialidade e conversar com sua equipe sobre esse assunto para conscientizá-la sobre a importância de que as atividades de laboratório não sofram nenhum tipo de conflito de interesse.

Um exemplo de ação que você pode tomar é criar uma regra de prazos para execução dos serviços. Essa regra valerá para todos os seus clientes, independente do vínculo que eles tenham com você ou com sua equipe.

2 – Ser competente

Ninguém nasce pronto para trabalhar, e quanto mais técnico for o trabalho, mais qualificação precisamos ter para exercê-lo. Dentro do laboratório isso é imprescindível, uma vez que praticamente todas as funções requerem conhecimentos sobre metrologia, que não é uma área fácil de aprender.

O item 6.2.2 fala sobre a competência da equipe, e diz que o laboratório precisa ter uma documentação especificando quais os requisitos de cada função. Isso quer dizer que você precisa definir bem quais as formações, treinamentos, experiências e conhecimentos necessários para cada cargo.

Dessa forma, você terá condições de avaliar se sua equipe é qualificada para realizar as atividades. E, a partir disso, você poderá ofertar treinamentos e qualificações para garantir que as pessoas sempre estejam evoluindo.

Ter uma equipe realmente qualificada te trará mais segurança, pois sua equipe compreenderá os processos e entenderá o impacto de qualquer desvio.

3 – Seguir o sistema de gestão

Com certeza você já pensou em formas de engajar e alinhar sua equipe com os processos da empresa. A norma vem ressaltar a importância de as pessoas conhecerem e seguirem o sistema de gestão do laboratório.

O item 6.2.4 da norma fala que “o laboratório deve comunicar ao pessoal os seus deveres, responsabilidades e autoridades”. Então, é importante que você apresente e disponibilize os processos para que sua equipe possa consultar.

Isso vai te ajudar não apenas a manter seu pessoal “na mesma página”, mas também a criar um processo de gestão que caiba na sua rotina e na rotina dos seus funcionários.

Os requisitos de pessoal te ajudam a ter uma equipe de qualidade

Como você pôde perceber no primeiro artigo, todos os requisitos de recurso não são nada fora do comum. Em específico, os recursos de pessoal são itens básicos que você provavelmente já tem alguma parte incorporada na sua rotina.

Pensar sobre esses requisitos vai gerar uma reflexão sobre o engajamento da sua equipe, seus processos, a qualificação das pessoas, a comunicação entre a diretoria e a equipe, as rotinas para garantir a imparcialidade, entre outros itens relacionados ao sistema de gestão.

Todos esses itens têm muito a contribuir na qualidade dos serviços executados na sua empresa, pois as pessoas envolvidas nas atividades de laboratório serão qualificadas, realizarão suas atividades com imparcialidade e terão conhecimento sobre o sistema de gestão.

 

A promessa que fiz no meu último artigo ainda está valendo! Os meus próximos posts serão sobre os demais requisitos de recursos da ISO 17025:2017. Até lá! 😉